Campanha em Defesa da Soberania Nacional será lançada em Seminário, no DF

Dilma, Haddad, Celso Amorim, Requião e Boulos estão confirmados para o ato de lançamento da campanha. CUT vai organizar ações em defesa da soberania em plenária co sindicalistas no dia seguinte seguinte


Organizado pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo e pelos partidos de oposição, o “Ato e Seminário pela Soberania Nacional e Popular” , cujo tema é “O Brasil é nosso! Contra as privatizações em defesa do emprego e de nosso futuro”, será realizado na próxima quarta-feira (4), no Auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados, em Brasília. O objetivo é criar uma Frente Parlamentar e Popular em Defesa da Soberania Nacional.


No encontro, que terá as presenças da ex-presidenta Dilma Rousseff, do ex-ministro Fernando Haddad, do ex-senador Roberto Requião e do líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) Guilherme Boulos, serão debatidos questões relativas ao patrimônio público, produção científica e riquezas naturais. Também estão previstos debates sobre desenvolvimento econômico e soberania nacional, privatizações dos bancos, Correios, Previdência Social, Eletrobras e Petrobras, além de temas como Amazônia, Biodiversidade, Mineração e Água, Ciência Tecnologia e Educação.


Outras presenças confirmadas são a de Makota Celinha, do Centro Nacional de Africanidade e Resistência Afro-Brasileira, Anita Wright, do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil e o ex-chanceler brasileiro Celso Amorim.


Para a presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Juvandia Moreira, é muito importante este seminário acontecer no momento que o governo de Jair Bolsonaro (PSL) anunciou a privatização de 17 empresas estatais, entre elas, a Loteria Instantânea (Lotex)



SAIBA MAIS

Sem propostas para a economia, governo anuncia venda ou extinção de estatais


Segundo a dirigente, o governo já tem falado em entrega de setores de grandes empresas como um ensaio da entrega total, e isto, tem impacto direto na vida da população.


“Vai ser o povo que vai pagar mais caro na sua conta de luz, no financiamento da casa própria, no saneamento básico e ainda não terá um serviço de qualidade. Quem vai sofrer é a população e, é por isso que é tão importante ter diversos segmentos da sociedade participando deste seminário”, afirmou Juvandia.


O Diretor Executivo da CUT, Milton Rezende, concorda com Juvandia. Segundo ele, a mobilização social em defesa da soberania nacional é urgente.


“Ela [a soberania] está sendo destruída por esse governo, através das privatizações, da leniência e estimulo a destruição do meu ambiente e dos ataques à educação e ciência. Esses temas podem organizar uma campanha unitária de sindicatos, partidos, movimentos sociais e organizações da sociedade civil que têm compromisso com a defesa do Brasil e de um projeto de desenvolvimento nacional”, afirmou .


Plenária CUTista no dia 5 de setembro


No dia seguinte do Seminário, 5 de setembro ( quinta-feira), vai ser realizada uma plenária dos sindicalistas da CUT, no Sindicato dos Bancários, também em Brasília. O objetivo é organizar ações articuladas entre os sindicatos filiados, representantes dos trabalhadores e trabalhadoras das empresas públicas que estão sendo desmontadas para serem privatizadas, em defesa das empresas e dos empregos.


“É fundamental que a CUT, que representa a maioria dos trabalhadores destas empresas e é a maior central sindical do Brasil e a quinta do mundo, esteja presente tanto no seminário quanto na organização do dia seguinte para pensar o que fazer e articular as ações de luta e resistência destes setores”, afirma a presidenta da Contraf-CUT.


Serviço:


Confira abaixo a programação completa:


4 de setembro – Das 9h às 19h no Auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados


9h - Ato político em defesa da Soberania Nacional


- Lançamento do Manifesto em defesa da Soberania Nacional


14h30 - Desenvolvimento Econômico e Soberania Nacional


15h- Intervenções de 10 minutos para cada tema:


- Privatizações: Bancos, Previdência, Correios, Eletrobrás e Petrobrás - com Rita Serrano


- Ambiental: Amazônia, Biodiversidade, Mineiração, Água, Ciência Tecnologia e Educação – com Luiz Fernandes


Dia 5 de setembro - Das 9h às 14h


Plenária da CUT, no Sindicato dos Bancários em Brasília


EQS 314/315 Bloco A - Asa Sul

#FetraconContracsCut

página inicial